20 abril 2015

Diplomática para que?

                                                              Disponível em Paladarq

Boa tarde. Com base no conhecimento adquirido no decorrer das aulas, bem como nos exemplos trabalhados em sala pela Daniella, vamos discorrer sobre...
Postem aqui seus argumentos sobre a importância da Diplomática Documental Contemporânea na organização dos arquivos públicos e privados.

-Atividade Individual e Obrigatória, deve ser postada nos comentários abaixo até as 18:40Hrs do dia 24/04.
_______
Thadeu Alexander.

45 comentários:

  1. Os arquivos são responsáveis por guardar e auxiliar no uso de documentos, tendo em vista as suas informações contidas para a pessoa jurídica ou física. Para que o documento de arquivo seja verdadeiro, é necessário o uso de ferramentas que auxiliem na autenticidade e veracidade das informações contidas nele. Isso só é possível com a finalidade de identificar, avaliar e informar a natureza jurídica (diplomática) provando assim, se o documento é de fato, verdadeiro ou não.
    como exemplo, pode ser utilizado a carteira de habilitação apresentado pelo grupo arquivos alcoólicos onde no arquivo privado da aluna, a carteira pode ser considerada falsa através de seus critérios de validação extrínsecos (foto da Dilma) e a forma de provar a falsificação pelos critérios intrínsecos (seu conteúdo, nome, data de nascimento, numero de identificação).

    ResponderExcluir
  2. A Diplomática Documental Contemporânea é de extrema importância nas organizações, uma vez com é possível identificar mais facilmente se o documento é verdadeiro e autêntico, ajudando a identificar falsificações. Além disso, a diplomática estuda a estrutura dos documentos, auxiliando a entender seu contexto e a dependência deste com outros documentos. Como exemplo pode-se citar o filme O Jogo da Imitação, em que a análise dos elementos intrínsecos ao documento possibilitou desvendar o mistério pela equipe de Turing.

    ResponderExcluir
  3. A Diplomática Contemporânea nos possibilita analisar a veracidade, a autenticidade e os sinais de validação que um documento possui, assim ela ajuda a identificar as falsificações no mesmo tempo em que ajuda a diminuir este número. Ela estuda o documento em seu conjunto, como um todo e não o documento de forma isolada, ela identifica, avalia e mostra se aquele documento é ou não verdadeiro. Tomando como exemplo, temos o atestado médico que o grupo mostrou em sala de aula, que possuem características marcantes como a logomarca do hospital, o padrão a ser preenchido, a assinatura do médico com o carimbo contendo seu CRM,. Outro documento que podemos observar foi o lenço de escoteiro mostrado pelo professor, onde o verdadeiro é em formato triangular e contem uma flor de lis que é o simbolo dos escoteiros.

    ResponderExcluir
  4. A aula da Daniella foi uma demonstração evidente da importância da Diplomática. Mesmo com exemplos que era obviamente claro de falsificação como a contradição das informações do contrato do motel, mas que passaria despercebido por uma pessoa com olhar menos minucioso e desatento até a conclusão da veracidade do documento apresentado pelo grupo "Arquivo Abaixo de Zero" em que não constavam elementos, mas que ao buscar informação da origem, ou seja, ao saber que estava em um arquivo, deduziu-se ser um documento verídico. Ademais, é necessário que o profissional tenha um conhecimento muito apurado, técnico em Diplomática, pois é um instrumento que avalia tanto a estrutura como os caracteres intrínsecos e extrínsecos do documento, pois tem como a Tipologia a extensão da Diplomática analisando o documento em seu contexto e relações. A Diplomática é essencial em uma organização seja ela qual for, pois em todos os lugares sempre há pessoas falsificando documentos. A Diplomática não é algo do passado, mas um campo bem contemporâneo como vimos na aula da Daniella.

    ResponderExcluir
  5. A diplomática documental contemporânea é importante para desempenho das atividades das organizações. Pois, essa irá padronizar elementos externos e internos que serão necessários conter na estrutura de uma espécie documental. Como, por exemplo, o atestado médico que o grupo mostrou em sala, que possuem características próprias como a logomarca do hospital, a padronização no preenchimento, a assinatura do médico com o carimbo contendo seu CRM. Ela vai mostrar que “não é possível dissociar a diagramação e a construção material do seu contexto jurídico e administrativo de gênese, produção e aplicação”.

    ResponderExcluir
  6. Na diplomática do passado, personificar um sistema de elementos externos e internos era necessário para se compreender o mundo por meio dos documentos, e, ao fazer isso se percebia que os documentos são um composto que contem elementos inter-relacionados.
    A Diplomática Documental Contemporânea permite uma identificação dos componentes de um documento, com o objetivo de identificar atributos essenciais para que se possa colocá-lo em diferentes contextos históricos e documentais. Como por exemplo, um mesmo documento que, por meio de suas cópias, integra mais de um fundo distinto, levando-se em conta apenas o documento de forma isolada, uma vez que a análise diplomática é a mesma. A Diplomática Contemporânea permite uma identificação e denominação do documento, proporcionando o entendimento das relações internas decorrentes das funções desempenhas pelo produtor.
    Mais ainda, ela permite, aos arquivistas contemporâneos, reconhecer e identificar documentos eletrônicos gerados dentro de diferentes e iguais ambientes transtornados de software e hardware.

    ResponderExcluir
  7. A Diplomática Documental Contemporânea é importante para a organização tanto de arquivos públicos quanto privados, pois é através dela que se pode afirmar a veracidade e autenticidade de um documento. Conhecendo a estrutura documental, seus aspectos extrínsecos e intrínsecos que se pode verificar se um documento é falso ou não; além da ajuda das novas tecnologias que facilitam a identificação da veracidade e autenticidade dos documentos. Como o exemplo do grupo “Em Cena”, que indicaram como desafio para Daniella uma imagem retirada do Diário Oficial da União com a classificação oficial do filme “Cinquenta tons de cinza” e com uma busca no site do DOU ela conseguiu identificar que a classificação era falsa.

    ResponderExcluir
  8. A diplomática documental contemporânea, permite tanto em arquivos públicos como privados, padronizar elementos intrínsecos e extrínsecos, que compõem os documentos de arquivo, dessa forma a identificação e contextualização dos fatores que levaram a produção dos documentos.
    Como por exemplo: nos boletins de ocorrência apresentados a Daniella, embora o conteúdo fosse o mesmo em ambos, a estrutural documental apresentava marcas que não são características próprias de outros boletins de ocorrência do mesmo produtor, como o símbolo da polícia civil no cabeçalho do documento.
    A aplicação da diplomática documental contemporânea, representa um instrumento capaz de auxiliar na constatação da veracidade e autenticidade dos documentos de arquivo públicos e privados.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. A diplomática contemporânea tem um papel fundamental na organização de Arquivos, sejam eles públicos ou privados, pois ela vai analisar os tipos documentais, aspectos como sinais de validação, seu tramite, uso e função, vimos como isso pode ser importante em um trabalho como o da Daniella por exemplo, em que determinar a autenticidade dos documentos era fundamental para descobrir a fraude, com a diplomática contemporânea podemos analisar não só os sinais de validação de um documento, mas também sua relação com outros documentos, seu tramite e seu uso para organização, a diplomática permite analisar os documentos como parte de um todo e não como forma isolada, o que é fundamental na organização de um Arquivo, e é de suma importância que o Arquivista tenha a visão de um todo e não meros documentos isolados.

    ResponderExcluir
  11. Sabe-se que a diplomática tem um papel de estudar a estrutura dos documentos, tendo uma função de analisar elementos Intrínsecos e extrínsecos para q seja possível uma compreensão do contexto daquele documento, o que da à área uma importância relevante para a organização de arquivos. A diplomática contemporânea não fica atrás no quesito importância, já que tem uma função de analise da autenticidade e veracidade dos documentos, permitindo a descoberta de falsificações, gerando assim um arquivo no qual podemos confiar na informação contida ali.

    ResponderExcluir
  12. A diplomática moderna vem analisar o contexto de produção, as competências, funções e atividade do órgão produtor do documento, vem analisar todo o ciclo de vida do documento, e assim podemos nos assegurar da veracidade e autenticidade do documento. Com a palestrada da Daniela podemos ver que a diplomática foi se modificando e se atualizando, pois hoje temos que assegurar a confiabilidade não só de documentos em suporte de papel mais também em registros eletrônicos. Os órgãos públicos e privados têm a necessidade da diplomática, para atestar a veracidade e autenticidade dos documentos, a própria palestra da Daniela mostrou como ela sendo funcionária da empresa Caixa Econômica, se utiliza dos seus conhecimentos de diplomática para descobrir a autenticidade e veracidade dos documentos.

    ResponderExcluir
  13. Os documentos de arquivo das instituições estão relacionados com a sua história e principalmente com a história da sociedade em que estão inseridos. A partir disso, é fundamental que os documentos sejam gerados por quem é competente para tal, e da forma correta. O arquivista da instituição deve ter conhecimento dos sinais que fazem do documento um documento de arquivo. Se os documentos estão guardados no arquivo, significa que ele atende aos requisitos de veracidade e autenticidade, e é extremamente importante que as informações estejam corretas, pois como já dito, a história da sociedade e das instituições está inserida nesses documentos.

    ResponderExcluir
  14. A Diplomática Documental Contemporânea visa atestar a veracidade e autenticidade da informação e documentação que é produzida ou recebida na instituição. Vimos à importância de ter um profissional capacitado como a Daniella que com o uso da Diplomática consegue identificar falsificações nos documentos da Caixa Econômica Federal.

    ResponderExcluir
  15. A diplomática tem um papel de estudar o documento, afim de identificar se o mesmo é autêntico, verídico, ou ambos. E quanto eu mais estudo diplomática, mais tenho plena convicção de que é necessário. Hoje em um mundo em que tudo é burocratizado, que necessita de tramites e rotinas para chegar a um determinado objetivo, a diplomática ajuda na questão de validar e identificar uma serie de documentos, dentro do nosso dia a dia, em rotinas públicas ou privadas. Independente de qual que seja a empresa, orgão ou pessoa. Precisamos lidar e dominar bem as propostas da disciplina, independente de sermos arquivistas ou não.

    ResponderExcluir
  16. A diplomática é uma disciplina que tem por objetivo estudar o documento como um todo, analisando seu contexto de criação e suas características, buscando a autenticidade e a veracidade do mesmo. Nas Instituições, seja pública ou privada, o Arquivista deve estar atento a isso, pois às vezes os documentos são criados com alguns erros ou falta de informação. Onde eu trabalho, por exemplo, já aconteceu de um contrato do colaborador ser criado com tudo o que é necessário, mas a matrícula dele foi digitada errada.

    ResponderExcluir
  17. A Diplomática é de suma importancia para os dias de hoje, levando em consideração que hoje em dia se faz muitos documentos,criando uma massa documental imensa já que sem tem a facilidade de reprodução e com a diplomática pode estudar o documento para saber se o mesmo é verídico e autentico ou os dois ao mesmo tempo, com isso na palestra da Daniella pode-se notar que existem vários jeitos de fraudar um documento por exemplo, mas se você estuda a diplomática, sabe os as caractéristicas extríncas e intrísicas de um documento, você sabera se o documento é ou não autentico ou veridico.

    ResponderExcluir
  18. A diplomática contemporânea e de fundamental importância nas organizacoes e na gestão documental, pois, com ela é possivel comprovar a autenticidade e a veracidade dos documentos a partir dos aspectos intrissecos e extrissecos. Dessa maneira auxiliando as atividades de rotina em um arquivo, e, pela aula da Daniella foi possível notar que é bem mais simples fazer essa gestão diplomática e tipologica no arquivo corrente, pois facilita as atividades futuras do arquivo, alem disso a importancia do uso da diplomatica contemporanea para evitar e/ou descobrir fraudes já que a produção documental contemporânea é muito desordenada e o controle desses documentos se da pelos códigos de validação e outros aspectos do documento, dessa forma, a diplomática contemporânea viabiliza um controle do que é autentico e do que é verídico e como tornar o documento válido ou não.

    ResponderExcluir
  19. A Diplomática Contemporânea é de bastante importância, pois como já sabemos é ela que estuda/analisa as características intrínsecas e extrínsecas dos documentos, mostrando a autenticidade e veracidade. Como foi passado na palestra da Daniella, as fraudes e falsificações podem ser de várias formas e em vários tipos de documentos, por isso a análise precisa ser feita com muita atenção. Por exemplo: uma rasura qualquer no documento já é motivo para desconfiança. Portanto, a Diplomática ajuda a evitar que documentos falsos e fraudados circulem.

    ResponderExcluir
  20. A Diplomática contemporânea,é extremamente importante,seja em arquivos públicos ou privados.
    Pois é nosso dever como futuros profissionais da informação,realizar uma guarda que mantenha a veracidade. Para que esta guarda seja feita do modo mais correto o possível,temos sempre estar atentos, e atualizados sobre a diplomática (verificando os recursos de validação de cada documento),visando impedir que documentos corrompidos,ou até falsos,façam parte do acervo.

    ResponderExcluir
  21. A diplomática permite que a organização arquivística, seja no âmbito público ou privado, possa ser exercida com maior confiabilidade, pois ela passa a ter elementos com os quais analisar os documentos pelas suas características, considerando o seu conjunto, interrelações com outros documentos e sinais de validação que lhe garantam a necessária veracidade.

    ResponderExcluir
  22. A Diplomática Documental Contemporânea é muito importante e fundamental na organização dos arquivos públicos e privados pois com ela é possível fazer a análise detalhada dos documentos e conhecê-los na sua totalidade afim de sabermos se os documentos que farão parte dos arquivos são autênticos. A diplomática faz a análise intrínseca onde é observado detalhe a detalhe do documento, seus sinais de validação, função, assunto, o produtor e a análise extrínseca verifica o contexto de produção do documento, finalidade da criação, produção do documento entre outros e tudo isso para atestar a veracidade e autenticidade dos documentos.

    ResponderExcluir
  23. A Diplomática Contemporânea serve pra dar um norte, não só pelas suas características instrumentais, mas pela confiabilidade que lhe é atribuída, seja em arquivos públicos, seja em privados, ela é a base para a fundamentação (em se tratando das características dos documentos) e a credibilidade (aplicação das técnicas para aferir autenticidade e veracidade) dos documentos.

    ResponderExcluir
  24. A Diplomática Contemporânea serve pra dar um norte, não só pelas suas características instrumentais, mas pela confiabilidade que lhe é atribuída, seja em arquivos públicos, seja em privados, ela é a base para a fundamentação (em se tratando das características dos documentos) e a credibilidade (aplicação das técnicas para aferir autenticidade e veracidade) dos documentos.

    ResponderExcluir
  25. Tendo em vista que a Diplomática analisa as estruturas dos documentos, esta então é de grande importância ao atentamento da veracidade e autenticidade dos arquivos, tanto quanto aos seus sinais de validação. A Daniella nos apontou, por meio de vários exemplos, que situações de falsificação de documentos são mais corriqueiros do que as pessoas presumem e a Diplomática é a forma mais eficaz de provar de fato se o documento é lídimo.

    ResponderExcluir
  26. A Diplomática Documental Contemporânea vem para se adequar à nova realidade dos arquivos e à realidade social que permeia estes arquivos. Atualmente, é de grande importância que a Diplomática possa atender às demandas de autenticidade dos documentos atuais, visto que é necessário verificar se o documento específico é válido para seu fim/objetivo. Com isso, os sinais de validação utilizados atualmente são cada vez mais aprimorados. Como exemplos mostrados na disciplina, podemos destacar o filme "Prenda-me Se For Capaz" e a palestra apresentada pela Daniella. No filme, a diplomática pode ser notada nas análises dos cheques fraudulentos, e a partir daí também podemos perceber como é necessário o estudo da Diplomática Contemporânea, no que concerne à evolução dos sinais de validação e itens de segurança dos cheques como forma de pagamento. Na palestra, foi mostrada a importância da análise dos documentos no que se refere à sua autenticidade, principalmente se for para pleitear algo (seja dinheiro ou qualquer outro benefício). Sem a análise diplomática documental, muitas empresas (públicas e privadas) poderiam ser acabadas por conta de algum erro/golpe oriundo de documentos falsos.

    ResponderExcluir
  27. A diplomática dentro dos arquivos é de fundamental importância, por se tratar de uma área que estuda as características do documento, esta auxilia no trabalho de identificação, organização e classificação da documentação, ou seja, a diplomática está presente na espinha da gestão documental, contribuindo de forma efetiva na consecução das funções arquivísticas. Além de contribui para a gestão, a diplomática tem papel fundamental para garantir a verdade dos documentos, ela auxilia na identificação de documentos autênticos e verdadeiros, dois fatores fundamentais para se preservar e dar acesso a informações fidedignas, que retratem verdadeiramente o contexto de produção e a informação em si do documento.

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Duranti (1994) nos chama a atenção sobre os princípios e conceitos que estão "enraizados na ciência da diplomática: é essencial colocar os elementos de seus velhos padrões em contato com os novos padrões determinados pelas tecnologias da informação e fazer novas conexões de modo que as
    várias partes do sistema de prova documental se reorganizem num todo novo.", nesse contexto a importância de entender o documento contemporâneo com o que o caracteriza, identificando a autenticidade e veracidade dos mesmos, como provas documentais é o campo de estudo que a Diplomática proporciona aos arquivistas em formação, e que por sua vez, se deparam com os os desafios dos arquivos especiais constituídos pela evolução das tecnologias da informação.

    Texto referência: Registros documentais contemporâneos como provas de ação. > v. 7, n. 13 (1994) >Duranti
    Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/1976

    ResponderExcluir
  30. A diplomática é fator que facilita na organização de documentos de arquivo, pois nele pode se verificar a autenticidade do documento não só de um documento em si mas sim de um conjunto de documentos. Mostrando através das avaliações intrínsecos e extrínsecos documento assim evitando fraudes e assim garantindo um acervo permanente com maior fidelidade das representações administrativas e na área de arquivos correntes fazer um controle na autenticidade dos documentos.

    ResponderExcluir
  31. A diplomática se faz imprescindível na organização dos arquivos públicos e privados , principalmente nos dias atuais. O estudo da estrutura dos documentos é uma tarefa que auxilia o arquivista a ter controle e por conseguinte um arquivo bem organizado e que cumpre a proposta de sua existência. A palestra apresentada pela Daniella, mostra casos de falsificações e fraudes reais, praticadas numa base cotidiana dentro dos órgãos públicos e empresas privadas. A diplomática defini se tal documento é autentico ou não através dos sinais de validação, as informações intrínsecas e extrínsecas do documento ente outras . O arquivista precisa ter um bom conhecimento da área diplomática para poder auxiliar a sua empresa ou órgão através do arquivo .

    ResponderExcluir
  32. A diplomática documental contemporânea é importante para arquivos, pois é a partir dela que se aplica a autenticidade dos documentos. A avaliação de características extrínsecas e intrínsecas é de fundamental importância para a verificação da autencidade dos documentos.
    A palestrante Daniela nos mostrou como sinais de validação são importantes, e que estes devem ser verificados nas fontes oficiais de informação, como no Diário Oficial da União, como no documento utilizado por nosso grupo, com a classificação indicativa de um filme sendo mostrada de forma errada. Outro ponto importante é verificar se o documento segue a tramitação correta, como no caso documento analisado pela Daniela sobre uma autorização do centro acadêmico de um curso da UNB para a realização de uma festa. Tal autorização não seguia o tramite correto, pois o centro acadêmico não tinha poder de autorização nesse caso.

    ResponderExcluir
  33. A Diplomática tem papel fundamental primeiramente em acompanhar os avanços tecnológicos e o impacto que esses trazem aos documentos. Ao passo que constantemente sinais de validação e outras formas de introduzir segurança e chancela são implantadas por outro lado a capacidade dos fraudadores, que inclusive se servem da mesma tecnologia, também aumenta a cada dia.
    Dessa forma é fulcral que os profissionais da área estejam preparados para os desafios que a Diplomática Documental Contemporânea tem a oferecer. Conciliar essas experiências à Organização dos Arquivos também é uma atribuição que deve fazer parte do dia a dia Arquivista. Só assim tem-se o exercício pleno e contextualizado dessa função.

    ResponderExcluir
  34. A Diplomática lida com a análise da estrutura formal levando em consideração os aspectos extrínsecos e intrínsecos dos documentos e se padronizados se tornam reconhecidos e podem mais facilmente serem identificados como verdadeiros, autênticos ou falsos. Se o trabalho Diplomático for feito com seriedade teremos arquivos públicos ou privados contendo uma porcentagem maior de documentos autênticos e verdadeiros.

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. A Diplomática é de suma importância no arquivo, pois é ela que ajuda a classificar os documentos. É com a diplomática que fazemos as relações entre os conjuntos documentais e os organizamos de forma a podermos recuperar esta informação depois quando necessária.
    A diplomática nos introduz o conceito de que os documentos estão relacionados entre si, e que para organiza-los devemos entender o contexto em que está inserido e conhecer muito bem a organização da qual esses documentos pertencem.
    A diplomática junto com a tipologia documental formam uma base para que o arquivo cumpra com seu objetivo.

    ResponderExcluir
  37. A diplomática Documental Contemporânea é muito importante para os arquivos, pois é uma ferramenta utilizada para analisar a autenticidade e a veracidade das informações contidas nos documentos de arquivo, conhecendo a estrutura documental e seus aspectos intrínsecos e extrínsecos podemos saber se um documento é falso ou não.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. A Diplomática Documental sobrevive independente de época e tecnologia aplicada na gestão documental. Se mostra importante não só para fins técnicos (pessoas jurídicas públicas e privadas), como também para documentação de caráter pessoal (documentos de consulta frequente).

    Márcio Eduardo de Melo Cruz
    12/0127814

    ResponderExcluir
  40. A diplomática documental contemporânea é de grande importância para todas as organizações, pois é ela quem análisa a autencidade, a veracidade e os sinais de validação dos tipos documentais. Fazendo assim com que se possa identificar em um documento se ele é falso ou veridico. Como a Daniella fez na última aula aonde tinha que identificar se os docuemntos enviados pelos grupos eram veridicos ou falsos, ao análisar de forma diplomática os documento. Ela pode nos dizer a sua conclusão com base nas informações que ela achou pertinente nos documentos e nos mostrou como ela chegou na sua conclusão observando por exemplo os sinais de validação de alguns documentos. Portanto a diplomática é muito importante tanto para arquivos públicos quanto para arquivos privados, pois é ela quem vai ajudar a verificar os aspectos extrínsecos e intrínsecos dos documentos.

    ResponderExcluir
  41. A diplomática contemporânea é de alta importância para a análise dos documentos levando em conta as suas características intrínsecas e extrínsecas, apurando assim a sua autenticidade e veracidade. Evitando fraudes no dia a dia dos documentos relacionados as empresas públicas e privadas. Como mostrou a Daniela, com a análise da estrutura formal dos documentos e conhecendo bem o seu contexto, assim como os seus sinas de validação faz com que a análise diplomática cumpre bem com a proposta de sua existência.

    ResponderExcluir
  42. A diplomática documental contemporânea é de extrema importância pelo fato de ser responsável por analisar a autenticidade dos documentos, e atualmente essa função deve ser bem administrada pelo fato de estarmos com a tecnologia bem avançada, o que vem facilitando a ação dos fraudadores com muita frequência. Mesmo identificando a importância da diplomática documental na atualidade, vale lembrar que essa área de conhecimento sempre foi fundamental na análise documental, sendo em organizações de arquivos ou não.

    ResponderExcluir
  43. A diplomática contemporânea associada à arquivística é de suma importância, não somente por tornar possível a análise da autenticidade e veracidade documental, por meio de aspectos intrínsecos e extrínsecos, mas também porque permite com isso analisar a gênese documental e sua evolução, tornando mais eficiênte a organização tanto de acervo públicos quanto privados.
    Segundo Duranti, é possível dizer que os documentos apresentam uma estrutura típica, óbvia e uma estrutura analítica ideal. Essa última copreende três seções, cada uma com uma finalidade específica. Seriam elas protocolo, texto e escatocolo. Essa medologia torna evidente elementos necessários para análise e compreensão de conjuntos documentais, inclusive eletrônicos, comuns nos dias de hoje.

    ResponderExcluir
  44. A diplomática documental contemporânea é de extrema importância pelo fato de ser responsável por analisar a autenticidade dos documentos, e atualmente essa função deve ser bem administrada pelo fato de estarmos com a tecnologia bem avançada, o que vem facilitando a ação dos fraudadores com muita frequência. Mesmo identificando a importância da diplomática documental na atualidade, vale lembrar que essa área de conhecimento sempre foi fundamental na análise documental, sendo em organizações de arquivos ou não.

    ResponderExcluir
  45. A diplomática pode ser de grande utilidade na estruturação hierárquica documental de um arquivo, público ou privado, visto que a comprovação da veracidade e autenticidade de um documento pode afetar todo o complexo informacional do contexto. Se um Arquivo é bem organizado e possui instrumentos de pesquisa eficientes, o órgão ou empresa possuem grande facilidade de recuperação informacional, além de transparência.

    ResponderExcluir

clique para comentar