25 agosto 2013

Ciranda Cirandinha


Boa tarde pessoal,

Essa atividade será na forma de ciranda cirandinha, o professor já deu uma explicada mas como tem alunos que faltaram vou explicar bem rapidinho. É o seguinte um aluno irá ler o texto e fará uma pergunta ai o próximo irá responder a pergunta e fará outra e assim segue...

Para não ficar bagunçado identifiquem que pergunta estão respondendo caso haja duas respostas para a mesma indagação não terá problema.
Ex: Respondendo a questão do Fulano... e depois faça outra pergunta.

Texto da ciranda Lopez, CUT (cap. 1).

A primeira pessoa corajosa a iniciar nossa ciranda está dispensado de responder a pergunta mas terá que comentar alguma coisa interessante sobre o texto do nosso querido professor e em seguida fazer a pergunta.

Será que sabemos quem será o primeiro??? Hein Reinaldo??? =P brincadeira..


ATIVIDADE INDIVIDUAL prazo até 30/08 às 18:59 

-------------------------
Isabella Ribeiro

46 comentários:

  1. Em um acervo onde predomina a informalidade e a ausência de uma padronização tipológica, como é o caso do acervo das centrais sindicais, o trabalho do arquivista torna-se ainda mais importante para a reconstrução da memória daquela instituição e para a compreensão plena dos seus feitos.

    Pergunta: De que forma a diferenciação entre atividades-meio e atividades-fim irá determinar,
    dentro das organizações, o destino do documento de arquivo?

    ResponderExcluir
  2. Respondendo ao questionamento da Aline, a diferenciação entre as atividades meio e as atividades - fim refletirão diretamente no tratamento documental, relacionando-se com o alcance que os referidos documentos terão.
    De acordo com o autor, as atividades - meio se restringem ao uso administrativo e legal não sendo necessariamente destinados ao recolhimento à fase permanente, enquanto as atividades fins destinam-se à guarda permanente. LOPEZ exemplifica tal fato no seguinte trecho: " [... ]tal tendência se reflete nos acervos de movimentos sociais pela mínima preservação de documentos - meio [...] e amplo armazenamento assistemático de registros normativos relacionados às atividades - fim [...]"

    PERGUNTA: De acordo com o autor, o que é tipologia documental e a qual sua importância para uma efetiva gestão documental?

    ResponderExcluir
  3. Respondo a pergunta da Amanda Melo: A tipologia documental tem como função entender o documento dentro do arquivo orgânico. Sendo assim, é a responsável por informar o motivo pelo qual foi criado e a função daquele documento dentro da instituição, auxilia assim a gestão documental, como o próprio autor afirma: “A ausência da análise tipológica põe em risco a compreensão do correto significado dos documentos, hoje inteligível para aqueles que foram contemporâneos à sua produção e aos fatos a ele relacionados, mas que se tornarão enigmas para os pesquisadores de um futuro não tão distante.”

    Pergunto: Quais são as características básicas que devemos reconhecer para sabermos o que um documento é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo a pergunta da Ester: Segundo o autor, para definir o que o documento é, é necessário identificar no mínimo as seguintes informações:
      Denominação da espécie (o "nome" daquele documento);
      As características internas principais (como a informação está disposta e como ela se comporta);
      As características externas principais, como, entre outras, forma, formato, dimensões, suporte género e sinais de validação e o trâmite (quais as etapas e documentos foram produzidos até chegar ao documento em pauta).

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. RESPONDENDO A PERGUNTA DA AMANDA: Segundo o autor, a tipologia documental é responsável por permitir a compreensão do documento identificado pela diplomática dentro da organicidade do Arquivo, ou seja, a tipologia estuda o documento enquanto componente de conjuntos orgânicos, isto é, como integrantes da mesma série documental, advinda da junção de documentos correspondentes à mesma atividade.
    A tipologia (juntamente com a diplomática) tem a importância de definir o tipo documental, levando em consideração a diversidade de funções documentais que ocorrem na mesma espécie documental.

    PERGUNTA: O que a análise diplomática busca identificar?

    ResponderExcluir
  6. Respondendo a pergunta da Ester Kimura: Segundo o autor, para definir o que o documento é, é necessário identificar no mínimo as seguintes informações:
    Denominação da espécie (o "nome" daquele documento);
    As características internas principais (como a informação está disposta e como ela se comporta);
    As características externas principais, como, entre outras, forma, formato, dimensões, suporte género e sinais de validação e o trâmite (quais as etapas e documentos foram produzidos até chegar ao documento em pauta).

    Pergunto: O que é primordial para o estabelecimento dos limites de análise, interpretação e uso das informações e documentos pelo cidadão?

    ResponderExcluir
  7. Resposta a pergunta de Kelly Drummond: Para o estabelecimento dos limites de análise, interpretação e uso das informações e documentos pelo cidadão é primordial a transparência dos critérios de geração, organização, seleção e disponibilização de registros.

    Pergunto: Qual o risco de não se definir a tipologia documental para os acervos de documentos oriundos dos movimentos sociais?

    ResponderExcluir
  8. Resposta a pergunta da Anna Lídia Passos: A ausência da definição da tipologia documental coloca em risco a compreensão do correto significado dos documentos.

    Pergunto:Qual é a diferença dos documentos de arquivo e os documentos de uma coleção?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo a pergunta do Roger:
      Os documentos de arquivo devem conter elementos próprios como, fins administrativos, funcionais, gerados em quantidade limitada e são testemunhas dos fatos e da historia. e como já sabemos (ROSSEAU, 1998), diz:
      “Documento de arquivo é aquele que, produzido ou recebido por uma instituição pública ou privada no exercício de suas atividades, constitua elemento de prova ou de informação.”
      Já o documento de coleção tem valor histórico, não apresentam necessariamente, função administrativa ou comprobatória, essa documentação esta mais relacionada com a intenção do colecionador e não com a obrigação do arquivamento.


      Pergunto : Qual a relação entre a Diplomatica e a Arquivologia ?

      Excluir
  9. Resposta a pergunta do Roger: A diferença entre os documento de arquivos para os de coleção. É os documentos
    de coleção são armazenados apenas em função de seu conteúdo, sem relação direta com as funções administrativas do titular arquivístico. Os documentos reunidos numa coleção não se relacionam diretamente com a comprovação de atividades do titular. Os documentos de arquivo, por outro lado, são dotados de organicidade, isto é, estão organicamente relacionados entre si em função das atividades do titular.

    Pergunto: Por que os arquivos privados são de fundamentais para a história e a memoria?

    ResponderExcluir
  10. Resposta a Pergunta da Mara: São fundamentais a medida que têm relação direta com a sociedade e que são, de fato, de interesse público. Sendo assim, se observa que os aquivos privados fazem parte da nova perspectiva de múltiplas visões da história e construções de diversas memórias.

    Perginto: O que a ausência de uma análise tipológica pode causar aos acervos?

    ResponderExcluir
  11. Respondendo a pergunta da Mara Alves:
    A transparência dos critérios de geração, organização, seleção e disponibilização de registros torna-se primordial para o estabelecimento dos limites de análise, interpretação e uso das informações e documentos pelo cidadão. Dessa forma, os Arquivos incluindo os privados como as empresas prestadoras de serviços públicos, são de suma importância para a construção da memória e história da sociedade, cabendo ao Estado, quando for o caso,
    um papel de facilitador da preservação, organização e acesso a tais acervos para que ocorra o pleno exercício da cidadania.
    Pergunto: O que é modelo de gestão própria?

    ResponderExcluir
  12. Respondendo a pergunta da Kelly:
    A ausência da análise tipológica põe em risco a compreensão do
    correto significado dos documentos e o seu contexto social. Mesmo que seus titulares saibam o significado de sua produção e aos fatos a ele relacionados, futuramente pode se tornar um enigma para os pesquisadores.
    Pergunta: O documento de um titular arquivístico que tem funções diferentes necessariamente será de espécies diferentes?

    ResponderExcluir
  13. Repondendo a pergunta do Eduardo:
    Para um mesmo titular arquivístico, pode haver diferentes documentos, da mesma espécie, porém ligados a funções distintas. Por exemplo, é possível que uma central sindical
    guarde seus periódicos, relacionando-os com a função de registro de atividade de divulgação, mas também pode guardar determinados exemplares, dos mesmos periódicos, ou de outros, por conterem textos normativos, relacionando-os à função de controle da produção de material programático.

    Pergunta: O que irá determinar, dentro das organizações, a distinção entre atividades-meio e atividades-fim?

    ResponderExcluir
  14. Respondendo a Pergunta do Lucas
    a dinstição entre atividades-meio e atividades-fim dentro das organizações irá determinar o alcance que os documentos terão. Tais diferenças também têm sido refletidas no tratamento documental e, principalmente,na avaliação dos registros com potencial para se tornarem permanentes.

    Pergunta: quais as Características essenciais dos modelos de gestão dos arquivos operários para o tratamento dos documentos com valor “histórico” ?

    ResponderExcluir
  15. Claudia - Respondendo a pergunta do Rivaldo:
    O tratamento dos documentos de valor histórico esta explicito na CF/88 onde afirma que é da competência da União, Estado, Município e DF, proteger (tomar a defesa de alguém ou alguma coisa). Daí pra frente, a atitude de cada gestor tomará com este objetivo, todas as diretrizes viáveis ao seu alcance para atingi-lá.
    Pergunta:
    Quais as dificuldades existente hoje em disseminar as informações de Valor Permanente. Ou seremos somente custodiadores?

    ResponderExcluir
  16. Respondendo a pergunta do Victor:

    Modelo de gestão própria é aquele em que a própria organização sindical assume a manutenção e tratamento dos documentos de arquivo. Em alguns casos há amplo uso de políticas arquivisticas que integram a gestão de documentos e administração do acervo.

    Pergunto: qual a origem da Diplomática como disciplina e qual a sua atual importância no universo arquivístico?

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Respondendo a pergunta da Mayara:

    A Diplomática como disciplina tem sua origem no século XVII e estava relacionada à identificação e à averiguação da autenticidade de documentos medievais. Nesta época eram feitas análises exaustivas das características externas dos documentos e dos modos de escrita.

    No campo arquivístico, a Diplomática é fundamental uma vez que permite compreender as características básicas e essenciais dos documentos, tudo isso através de método específico.

    Pergunto: Quais são as informações mínimas necessárias para identificarmos o que o documento é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em resposta a pergunta da Milene Cortez. As informações minimas necessárias para indentificarmos os documentos são:
      -Denominação da espécie, "nome";
      - Características internas do documento (como a informação está disponível);
      - Características externas, suporte, gênero, formato, forma, dimensões e sinais de validação e
      -O tramite que foi dado á aquele documento.

      Qual a importância da tipologia documental tanto para Diplomática quanto para Arquivolgia?

      Excluir
  19. Respondendo a pergunta da Milene Cortez, para identificarmos um documento é necessário que se tenha em mente as seguintes informações: denominação da espécie, qual o nome daquele documento; as características internas principais, como a informação está disposta e como ela se comporta; as características externas principais, como, entre outras, forma, formato, dimensões, suporte, gênero e sinais de validação; e o trâmite, quais as etapas e documentos foram produzidos até chegar ao documento em pauta.

    Pergunta: Qual a principal diferença no estudo das séries documentais entre a disciplina Diplomática e a Arquivologia?

    ResponderExcluir
  20. Respondendo a pergunta da Nathalia Salgueiro. O estudo das séries documentais pela Arquivologia necessita da contribuição das observações sobre a natureza dos documentos individualizados. A diferenciação entre as duas disciplinas se dá justamente nesse enfoque: de um lado , a Diplomática tende a individualizar cada documento, enquanto a Arquivologia busca a inserção de cada documento em conjuntos mais amplos , caracterizados pelas atividades que os produziram. Tais especificidades, que distinguem essas disciplinas, ao mesmo tempo , as tornam complementares.

    Pergunta: Quais são as consequências da ausência da análise tipológica e de tratamento arquivístico nos acervos de documentos dos movimentos sociais ?

    ResponderExcluir
  21. Respondendo a pergunta do Renan: Os documentos de movimentos sociais possuem características muito particulares, e tendem a se perder, caso recebam tratamentos padronizados, assim como tendem a não ser compreendidos como deveriam ser.Por serem produzidos muitas vezes sem regulamentação e normatização, acabam se tornando informais. Desta forma é difícil descobrir elementos como, a titularidade do documento ou a causa que levou a sua guarda. Como a diplomática foi criada para analisar exaustivamente as características do documento, esta se torna precisa. Como os documentos de movimentos sociais são informais é necessário uma análise, não só individual do documento, mas dos conjuntos documentais, dada pela arquivística.

    Pergunta: Geralmente entende-se como documento qualquer informação fixada em algum suporte. Sendo assim, o que é documento de Arquivo?

    ResponderExcluir
  22. Respondendo a pergunta da Mariana, documento de arquivo é a informação orgânica registrada em qualquer suporte. Entende-se por informação orgânica como aquela que espelha a missão, as funções, as atividades e as tarefas das instituições (públicas ou privadas) ou das pessoas. Nesse sentido, podemos afirmar que o documento de arquivo é mais específico do que um documento qualquer, pois é produto da vontade administrativa.

    Pergunta: Qual a meta da organização arquivística e qual a principal dificuldade encontrada por ela?

    ResponderExcluir
  23. Respondendo a Pergunta do Edu Carvalho, a organização arquivística deve procurar, sempre, retratar as atividades
    reais das instituições e, na medida do possível, ser o espelho fiel destas, para que haja a correta contextualização da produção documental, conforme os moldes definidos pela própria dinâmica administrativa da organização. A principal dificuldade encontra-se no fato de que as funções realmente desenvolvidas por uma instituição – em especial nos movimentos sociais – são diferentes daquelas registradas ou explicitadas oficialmente. A tarefa do arquivista é procurar compreender, o melhor possível, a “missão” e a “visão” da organização e a “máquina” administrativa, tomando a devida precaução de utilizar as funções explicitadas formalmente apenas como referencial e
    nunca como reflexo absoluto da realidade; ou seja, tentar realizar a mediação entre o que se pretendia desempenhar (ou o que se afirmava como objetivo hipotético) e o que de fato foi feito (registrado pelos documentos de arquivo).

    Pergunta: Qual a diferença dos documentos de arquivo e dos documentos de coleção?

    ResponderExcluir
  24. Respondendo à pergunta do Edu Carvalho:
    A organização arquivística deve procurar, sempre, retratar as atividades reais de instituiçāo e, na medida do possível, ser o espelho fiel destas, para que haja a correta contextualização da produção documental, conforme os moldes definidos pela própria da administração.
    A principal dificuldade encontra-se no fato de que as funções realmente desenvolvidas por uma instituição - em especial nos movimentos sociais - são diferentes daquelas registradas ou explicitadas oficialmente.
    PERGUNTA: O que acarreta a ausência da análise tipológica?

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Respondendo a pergunta do Sennynha:

    A ausência da análise tipológica põe em risco a compreensão do correto significado dos documentos, o que para nós hoje pode parecer algo claro, se tornará um enigma para pesuisadores futuros.os documentos podem se tornar peças soltas sem nenhum nexo entre si.

    PERGUNTA: O que deve ser analisado para definir o que é ou não um documento?

    ResponderExcluir
  27. Respondendo a pergunta do Higor Mendes:
    Os fatores a serem analisados são suporte mais informação. Para ser considerado um documento de arquivo esse deve, além do suporte e da informação, ser produto de uma vontade administrativa.

    Pergunta: Considerando os princípios da ordem original e do inter relacionamento, quais são as possíveis consequências se esses princípios não forem observados em um sistema de gestão documental?

    ResponderExcluir
  28. Quintana coloca que os movimentos de classe, por serem desde sua origem, de cunho revolucionário trouxeram dificuldades no que concerne a salvaguarda dos documentos. Para compreender esta complexa situação, ele oferece duas explicações antagônicas. Quais seriam?

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Resposta ao questionamento elaborado por Edu Carvalho:

    Para Lopez, a organização arquivística tem por principal objetivo retratar as atividades da instituições de forma real e, sempre que possível, ser um fiel espelho destas ações. Isto leva à certeira contextualização da produção documental. No entanto, uma dificuldade circunda este processo: o autor afirma que é comum que as funções de uma instituição, especialmente daquelas que representam movimentos sociais, ocorram de uma maneira na realidade e sejam registradas de modo diferente.

    Pergunta de Edu Carvalho: Qual a meta da organização arquivística e qual a principal dificuldade encontrada por ela?

    ResponderExcluir
  32. Respondendo a pergunta da Juliane:
    A inobservância aos princípios da ordem original e do inter relacionamento, em um sistema de gestão documental, compromete a organicidade dos documentos de arquivo, isto é, a relação que tem entre si e com as atividades do seu produtor/receptor. Sem o contexto arquivístico, os documentos tornam-se peças-coleção, impossibilitando a compreensão plena do seu significado para aqueles que não vivenciaram sua produção.

    Pergunta:
    Qual atitude o arquivista deve tomar para garantir que a organização arquivística retrate as reais atividades desempenhadas pelas instituições?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo a pergunta da Iara:
      A tarefa do arquivista é procurar compreender, o melhor possível, a “missão” e a “visão” da organização e a “máquina” administrativa, tomando a devida precaução de utilizar as funções explicitadas formalmente apenas como referencial e nunca como reflexo absoluto da realidade; ou seja, tentar realizar a mediação entre o que se pretendia desempenhar (ou o que se afirmava como objetivo hipotético) e o que de fato foi feito (registrado pelos documentos de arquivo).

      Pergunta:
      De que forma documentos de arquivo poderiam se transformar em peças-coleção?

      Excluir
  33. Respondendo a pergunta da Tatyane:
    Documentos de arquivo podem se transformar em peças-coleção, a partir do momento que seja armazenado apenas em função de seu conteúdo, sem relação direta com as funções administrativas do titular arquivístico, bem como a comprovação de suas atividades.

    Pergunta:
    A partir da análise tipológica, é possível extrair dos documentos, o pleno entendimento de seu significado arquivístico e a correspondente representação do mesmo num plano de classificação. Sintetize os pontos fundamentais para realizar a análise tipológica.

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  35. Respondedndo a pergunta de Tatyane:

    Os documentos de arquivo se tornam peças de coleção no momento em que perdem suas relações. Isso ocorre quando os arquivos são separados, momento em que se perde o contexto arquivístico, o que impossibilita a compreensão plena do significado do documento para aqueles que não vivenciaram sua produção.

    Pergunta:
    Por que é necessário se criar uma metodologia própria para organização de acervos documentais de movimentos sociais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resposta à pergunta de Alisson Asevedo:

      Porque as organizações de movimento social apresentam características próprias que tendem a se perder se forem tratadas com base em esquemas universalizantes.

      Pergunta:
      A Diplomática se restringe ao uso arquivístico? Justifique sua resposta.

      Excluir
  36. Repondendo a pergunta da Manuella:

    O documento de arquivo é orgânico e tem um vínculo direto com seu produtor, já os de coleção são documentos de vários tipos, como museológicos e bibliográficos e sua produção é intencional.

    Pergunta:

    Qual a diferença entre a Arquivologia e a Diplomática em quanto disciplinas?

    ResponderExcluir
  37. Respondendo ao colega Reinado:
    A principais diferença está no fato de que a Diplomática trata o documento de forma mais individual, já a Arquivologia insere cada documento em agrupamentos mais genéricos, levado em conta as atividades que produziram suas séries.

    Nova pergunta:
    Quais são os elementos mínimos para uma análise Diplomática? Explique-os com um exemplo.

    ResponderExcluir
  38. Respondendo à colega Carolina Azambuja:
    elementos mínimos para uma análise diplomática:
    1) espécie documental
    2) características internas
    3) características externas
    4) ciclo documental
    Exemplo: memorando de solicitação de férias

    Nova Pergunta: Descreva objetivamente o plano de classificação confeccionado por meio da sistematização entre o documento diplomático e a função do titular arquivístico.

    ResponderExcluir
  39. Respondendo a pergunta da Carolina Azambuja:
    • Nome da espécie documental;
    • Principais características internas (disposição da informação)
    • Características externas(Forma, formato, elementos de validação, suporte, dimensão e gênero
    • Trâmite do documento

    Exemplo:
    Documento: Solicitação de Férias
    Forma: Original
    Formato e dimensão: Folha avulsa A4
    Suporte: papel
    Gênero: textual
    Elementos de Validação: Cabeçalho( nome da instituição, setor, tramitação, nome de chamada) corpo do texto ( data das férias, quantidade de dias, data de volta, nome, matrícula), assinatura do responsável, data e carimbo.


    Pergunta: Quais as dificuldades encontradas na identificação de documentos produzidos por entidades de movimentos sociais?

    ResponderExcluir
  40. Resposta da pergunta da Stefhannis: Neste caso, a documentação é produzida sem regulamentação, normatização oficial ou preocupação jurídico-legal e costumam ter caráter mais informal, aliada a falta de controle na produção. A preocupação com sua preservação também é baixa, a guarda muitas vezes é dividida entre a documentação para o público e a documentação interna (privada). Os registros não tem um controle, assim, raramente apoiada a uma gestão documental.

    Pergunta: A documentação de natureza social e política apresenta na sua constituição elementos informais. Para a preservação dessas características, quais cuidados devem ser tomados?

    ResponderExcluir
  41. Resposta a pergunta da Iara:
    De acordo com o texto, acredito que a atitude que o arquivista deve tomar é uma análise diplomática e tipológica da documentação do Arquivo, pois realizando essa analise, se sabe a função, e as informações contidas na documentação. E se tem um retrato das atividades realizadas pela instituição.

    Pergunta:
    Na analise diplomática minima, quais são as principais informações buscadas no documento?

    ResponderExcluir

clique para comentar