08 abril 2016

Ciranda Cirandinha com Lopez


Cantigas de roda, disponível em Mirokids

Boa noite pessoas, para esta semana, vamos trabalhar agora novamente com atividade realizada por vocês no ínicio do semestre; a ciranda cirandinha.

Iremos utilizar um texto do prof. André, presente na ementa;

LOPEZ, André Porto Ancona. História e arquivo: interfaces. In: MORELLI, Ailton José (org). Introdução ao estudo da História. Maringá: EDUEM, 2005; p.21-34. (Formação de Professores EAD, 27).
OBS: Este texto será disponibilizado para vocês via Dropbox.

Recapitulando como funciona: a primeira pessoa a postar deve realizar uma pergunta, em seguida, outra pessoa responde esta pergunta e deixar outra referente ao mesmo texto, e assim suscetivamente.
Caso vocês estejam respondendo uma questão e de repente outra pessoa a responde na sua frente, não tem problema, respondam mesmo assim assinalando de que pessoa você está respondendo.

Esta atividade é individual e obrigatória, as perguntas devem ser feitas e respondidas nos comments abaixo até as 17:00 Hrs da sexta do dia 15/04.

Ps: A primeira pessoa a propor uma pergunta nos comennts deverá responder a última pergunta que tenha sido postada até as 17:00 Hrs, tendo até as 18:40 Hrs do mesmo dia para responder.
________
Thadeu Alexander

54 comentários:

  1. Considerando que os documentos de arquivo são provas/testemunhos de atividades administrativas e mantêm com os demais documentos uma relação orgânica, como podemos delinear o contexto de produção de um documento arquivístico?

    ResponderExcluir
  2. Documentos de arquivo são mais específicos, pois o produto é de uma vontade administrativa, e para o pesquisador o mais importante é identificar a vontade que ocasiona em contexto de produção passando a ser um documento de arquivo que são provas de ações administrativas. Já o arquivo é o conjunto sistematizado das provas relacionadas as ações que adotam existências de titulares e da arquivologia, sobretudo entende-se os motivos no qual o indivíduo ou a instituição produz documentos com razões de sua preservação. Sobretudo, o objetivo é entender o produtor dos documentos e não a informação fornecida por eles.

    ResponderExcluir
  3. Para tarefas dos arquivos resumem-se em características, portanto quais são essas características e o porque de alguns historiadores não aceitar algumas dessas características?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Segundo o texto, a autenticidade, a imparcialidade, a naturalidade e a organicidade são as principais características do arquivo, porém alguns historiadores não conseguem compreender e aceitar a imparcialidade do arquivo, por exemplo, por não compreenderem sua organização e acumulação de documentos como um produto natural das atividades de uma instituição.

    ResponderExcluir
  6. Qual a diferença entre veracidade e autenticidade de um documento?

    ResponderExcluir
  7. A veracidade consiste na qualidade das informações do documento. Já a autenticidade faz parte do processo de geração do documento, ou seja, o documento autêntico deve ser o que apresenta ser, mesmo se as informações estiverem falsas.

    Quais são as quatro características principais que podem ser sintetizadas para as especificidades dos arquivos? Explique cada uma.

    ResponderExcluir
  8. Autenticidade, imparcialidade, naturalidade e organicidade
    Autenticidade: se liga ao processo de geração do documento, sendo o documento o que apresenta ser, mesmo com informações falsas. Ex: um memorando tem que ter características de um memorando, ainda que sua informação seja falsa
    Imparcialidade: se relacionam com a produção documental sem que se exprima opinião, os documentos são testemunhos de determinadas funções e atividades desenvolvidas por seu produtor.
    Naturalidade: Os documentos por serem frutos de atividades desenvolvidas são acumulados naturalmente relacionando-se com outros documentos criados na realização da mesma atividade. Esses documentos então se alteram ao longo de sua existência, assumindo eventualmente outras funções.
    Organicidade: O documento de arquivo já nasce com as referências contextuais bem indicadas então a organicidade se relaciona com a organização arquivistica onde o que deve nortear o pesquisador em um arquivo não é o assunto, mas as funções nas quais justificaram sua criação, estabelecidas durante a sua produção.
    Quais as características dos arquivos modernos?

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Os arquivos modernos se caracterizam pelo grande volume de documentos e por vários tipos de suportes de informação, já que ao lado do tradicional papel, surgem, por exemplo, fitas magnéticas, ampliando assim o conceito de documento.

    Como o típico documento de arquivo é produzido? E por quê?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o texto são produzidos em série.Porque são fruto das atividades de rotinas da administração.Eles correlacionam-se com outros documentos criados no exercício das mesmas funções. Diferentes em suas individualidades e similares no suporte e no cumprimento das atividades em relação ao produtor.

      Em que se diferenciam os documentos genéricos dos documentos de arquivo?

      Excluir
  11. Respondendo Brunna Mendes: Segundo o texto, o documento de arquivo típico é produzido em série, por ser de atividade de rotina e se correlacionar a outros documentos criados no uso das mesmas funções.

    Pergunta: A veracidade diz respeito à qualidade das informações do documento, enquanto que a autenticidade está ligada ao processo de geração do documento. Quanto a isso, explique, o que é um documento autêntico?

    ResponderExcluir
  12. De acordo com o texto, o documento autêntico é aquele que é o que apresenta ser, independentemente se a informação contida nele é verdadeira ou não. É o documento que apresenta todos os elementos necessários para comprovar sua autenticidade, como por exemplo as assinaturas, logotipo da instituição que emitiu, entre outros.

    O que são séries?

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Respondendo Verônica Luiza: São conjuntos de documentos de um mesmo titular referente à mesma atividade, pertencentes à mesma especie documental.

    ResponderExcluir
  15. Pergunta: Como a organicidade influencia a organização arquivística?

    ResponderExcluir
  16. RESPONDENDO: Nathaly Leite

    Segundo André Porto Ancona Lopez em seu texto História e arquivo: interfaces : A organicidade influência ampliar as capacidades de compreensão e análise do documento, admitindo, inclusive , a inserção das mesmas informações primárias, mas com maior inteligibilidade

    Pergunta: Os arquivos contemporâneos são caracterizados pelo o que?

    ResponderExcluir
  17. Respondendo Paloma Conceição: Segundo o texto, os arquivos contemporâneos caracterizam-se pelo grande volume de documentos e pela coexistência de diversos suportes de informações.

    Pergunta: Qual a importância dos arquivos para a História?

    ResponderExcluir
  18. Resposta à pergunta valéria Lopes: Segundo o texto, os arquivos tendem a ser uma das mais importantes fontes seriais para a pesquisa histórica devido a sua facilidade de acesso e a sua sistematização,aliadas a um espectro cronológico amplo.

    Pergunta:O que é necessário para identificar o contexto de
    produção de um documento de arquivo?

    ResponderExcluir
  19. Para identificar o contexto de produção é necessário saber: quem? quando? como? e o porque da produção dos documentos.

    Quais são as quatro características principais para as especificidades dos arquivos?

    ResponderExcluir
  20. Respondendo Marina Yankovich:De acordo com o texto sao elas:autenticidade,imparcialidade,naturalidade e organicidade.

    Pergunta:Em se tratando de caracteristicas especificas dos arquivos,o que e imparcialidade.

    ResponderExcluir
  21. Respondendo à pergunta da Rosalinda Souza: A imparcialidade diz respeito a produção natural e espontânea dos documentos, o documento de arquivo é reflexo direto de seu produtor, assumindo uma postura de neutralidade perante os fatos e a realidade, embora o produtor não seja neutro.

    ResponderExcluir
  22. Como documentos de arquivo podem ser úteis para a pesquisa histórica?

    ResponderExcluir
  23. Respondendo a pergunta do José Ramos: os documentos de arquivo podem ser úteis a história a fornecer evidências que permitem analisar as diversas hipóteses elencadas nesta ciência, sendo assim, o documento um elemento fundamental, junto com a contextualização documental, em uma análise do espectro cronológico.

    Pergunta: um documento autêntico é um documento verídico?

    ResponderExcluir
  24. Resposta de Pablo Nascimento Soares a pergunta de Marcus Arthur:
    Não necessariamente. A autenticidade de um documento diz respeito a sua forma de produção, enquanto que a veracidade diz respeito a qualidade da sua informação. Portanto, um documento pode ser tanto verídico e não autêntico como autêntico e não verídico. Todavia, pode-se afirmar que caso se tenha prova de que o documento é inverídico, resta qualificá-lo também como não autêntico.

    Pergunta: O que diferencia um documento genérico de um documento de arquivo?

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Resposta à pergunta de Pablo Nascimento: O que diferencia um documento genérico de um documento de arquivo é que o primeiro se trata de qualquer informação fixada em um suporte, já o segundo, o documento de arquivo, é mais peculiar, pois ele é, fundamentalmente, o produto de uma vontade administrativa.

    Pergunta: De acordo com o texto, o documento de arquivo, com sua adequada contextualização, direciona possibilidades de informação, já que determina as prioridades de acordo com a organicidade. O que esse direcionamento prévio permite?

    ResponderExcluir
  27. Pergunta: De acordo com o texto, o documento de arquivo, com sua adequada contextualização, direciona possibilidades de informação, já que determina as prioridades de acordo com a organicidade. O que esse direcionamento prévio permite? De acordo com o texto, esse direcionamento prévio nos permite a amplição das capacidades de compreensão e análise do documento, sendo possível admintir, até mesmo a inserção dessas mesmas informações primárias, porém com maior inteligibilidade.

    Pergunta: De acordo com o texto, qual é a importância do contexto da produção documental na compreensão da informação que foi veiculada pelo documento?

    ResponderExcluir
  28. Resposta a Ágnes: ter um devido conhecimento do contexto da produção do documento permite uma compreensão mais além da informação contida no documento em si, mas em quais condições se deram a criação do mesmo, o que pode aumentar o leque de possibilidades de pesquisa.


    pergunta: como o conceito de imparcialidade, apesar de em um primeiro momento parecer paradoxal, auxiliar em uma pesquisa mais efetiva?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  29. A imparcialidade como especificidade de um documento de arquivo tem papel chave na pesquisa, pois a partir desta é possível compreender melhor todos os aspectos que envolveram e levaram àquela produção documental. Independentemente de parcialidade do seu produtor.

    ResponderExcluir
  30. Pergunta: Tendo o arquivista e o historiador papeis distintos, como a organicidade pode modificar a análise de informações em uma pesquisa?

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. RESPOSTA AO BRUNO: De acordo com o texto, a organicidade é o que nos permite, posteriormente, ampliar as capacidades de compreensão e análise de documento, admitindo, inclusive, a inserção das mesmas informações primárias, mas com maior inteligibilidade. É assegurado ao documento de arquivo, quando devidamente organizado, conforme com seu produtor e suas atividades e ampliação máxima de suas potencialidades. Então, essa ampliação fornece uma base sólida para que a ambiguidade seja afastada do uso posterior do documento (pelo historiador, no caso), ampliando as potencialidades analíticas. Portanto, a organicidade modifica, de forma significativa, a análise de informação em uma pesquisa.

    PERGUNTA: Segundo o texto, o documento de arquivo é, antes de mais nada, uma prova administrativa de determinadas atividades. Como ele se contextualiza?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele se contextualiza no momento de sua criação, através dos vínculos, processos e funções pelas quais ele foi criado.

      Pergunta: Qual a importância de se organizar os documentos em séries?

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. O historiador e o arquivista jamais serão capazes de provar a verdade dos fatos, o documento arquivístico quando mantida sua organicidade vai nos dar uma visão aproximada do que ocorreu. Cabe ao arquivista e o historiador através da cognição dar a interpretação dos fatos revelados nos documentos sob a ótica do tempo em que os documentos estão sendo analisados.

      Excluir
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  34. Resposta ao Willian Silva: Para que não percamos o contexto arquivístico dos documentos e que não se misturem os fundos, além de se facilitar uma possível pesquisa histórica.

    Pergunta: Qual a diferença do papel do arquivista e do historiador na organização arquivística?

    ResponderExcluir
  35. Resposta a primeira pergunta do Bruno.
    O documento ao ser criado se destina a uma função, portanto deverá cumprir esse objetivo primário, porém quem o produz pode agir de forma parcial, omitindo ou acrescentando algo que pode descaracterizar sua função. Outra forma de parcialidade seria na interpretação no futuro por um arquivista ou historiador daquelas informações contidas no documento.

    ResponderExcluir
  36. Pergunta: Da perspectiva histórica e arquivística seria possível chegar a verdade de um documento arquivístico, e se não até onde que ponto os documentos podem ter valor das atividades de quem o produziu.

    ResponderExcluir
  37. Resposta à pergunta de Rodrigo J. Frazão - A análise diplomática e tipológica dos documentos arquivísticos podem nos trazem elementos para verificar a autenticidade e confiabilidade dos documentos, não podendo, entretanto, nos trazem elementos para verificar a veracidade das informações. No entanto, na pesquisa arquivística e na pesquisa histórica e nos seus cruzamentos teórico e metodológicos, bem analisados por Porto no texto, é possível analisar o contexto de produção documental no qual a "eloquência" do documento é evidenciada por meio da ponderação das relações orgânicas que estabelece com outros documentos antecessores e sucessores. Nesse sentido, o documento arquivístico representa as atividades do produtor, servindo como prova das mesmas.

    ResponderExcluir
  38. Resposta ao Patrick Pereira:

    A organização arquivística é prerrogativa exclusiva dos Arquivistas. O historiador é um dos possíveis usuários dos arquivos na busca de fontes para formularem seu discurso sobre fatos históricos. Como citado por Duranti: "Sabemos que en el campo de estudio de los archiveros con relación a la naturaleza o al carácter de los documentos tiene propósitos diferentes a los de los historiadores. Por eso no es conveniente a los archiveros adoptar metodologías diplomáticas que vengan filtradas a través de las necesidades de los historiadores."




    ResponderExcluir
  39. Resposta a pergunta do Rodrigo.
    Não será possível, pois segundo Luciana Diranti (1994b apud MORELLI, 2005, p. 26) não significa que os leitores dos documentos devam crer que eles reproduzem os fatos dos quais são parte e parcela [...]. Com isso a análise documental tem que ser feita de forma neutra e pode revelar que as atividades de quem o produziu serão realmente levadas em consideração ou não totalmente.

    ResponderExcluir
  40. Pergunta:
    Geralmente o documento de arquivo é produzido em série, originado de uma atividade rotineira, dessa forma, relacionam-se com outros documentos que possuem o mesmo exercício em sua função. Então porque tais documentos possuem suas diferentes individualidades?

    ResponderExcluir

clique para comentar